As crianças aprende o que fazemos e não o que dizemos!

dejtingsidor under 18 ving
siti per incontrare ragazze gratis estetista
cerco donna per coppia
dejtingsidor aldre kvinnor kontakt
date chat forum
basta dejting appar iphone
chat lines for local singles
siti per chattare con donne
incontri per adulti pordenone
annunci donne benevento
annunci massaggi trans
good dating online profiles
singles in deutschland 2014
incontri di classe
dating sites for real relationships
bakeca annunci latina
donne salerno incontri
natdejting kronika exempel
donne da incontrare zanetti
gratis dejtingsajt sverige lista
dejtingsajter under 18 ving
bakeca incontri a vicenza
free chat in bd
dejtingsidor for rika personer
partnervermittlung wien gratis beratung
rencontres fhp
dejta sin fru ur
bande son quand harry rencontre sally
rencontre blackberry
creazione siti per adulti
artiklar om natdejting
site rencontre pour ado sans inscription
netlog est-il un site de rencontre
singleborsen kostenlos schreiben
ragazza cerca una storia seria
dating test vergleich tablets
date sms urdu
rencontre vihiers
svensk dejting gratis online
partnersuche alleinerziehende test negativ
uomo cerca donna foggia
online dating treffen youtube
good chat room apps for android
how to meet a man without online dating
rencontre femme brussel
online chat rooms to meet friends
dejtsidor for funktionshindrade
top 10 singles deutschland 2013
dejta osaker online
annunci donna cagliari
rencontre gustave nicolas fischer
rencontre hollande chirac
festival rencontres et racines 2010 audincourt
top dejtingsidor
free online dating site netherlands
dejtingsida for skilda med barn
scottish single malt whisky best
le prix d’une prostituee a marrakech
online free dating sites for india
prostituee en wolof
site de rencontres grec
prostituees tunisie
come incontrare donne online
partnersuche in ingolstadt university
dating femme levallois perret
calendrier des rencontres ligue 1
date range definition
kanal5 dejting jonkoping
natdejting 18 ar onsdag
sajtovi za dejting sidor
incontrare ragazze single jonas
frasi belle su amicizia e amore
single party munchen u50
misslyckad natdejting exempel
badoo rencontre en tunisie
asian guy black girl dating site
points rencontre toulouse
roumanie rencontres
rencontres cuisine et sante
pocahontas prostitute
siti di incontro a pagamento
free live chat line numbers
date outfit fruhling
dejta en player update
date outfit bar
learn english voice chat free
natdejting coach malmo
online dating website hong kong
site de rencontre metalleux
konsfordelning dejtingsajter flashback
rencontre musulmane en ile de france
incontri a roma
natdejting skriva meddelanden android
rencontre blois vivastreet
online chat schweiz
premier international dating and marriage
ernsthafte partnersuche osteuropa
cerco una donna seria
dejtingsida for overviktiga
dopo quanto incontrare un ragazzo conosciuto in chat
dejtingsida for bonder adhd
top 10 free dating site 2014
20 year old man dating 40 year old woman
natdejting norge lon
dejta i goteborg quiz
online dating site australia free
rencontres 50 ans et plus
single charts top 100 marz 2015
sites de rencontres payants
rencontre remilly
wordpress live chat codecanyon
incontri a palermo
internet dejting gratis ziehen
free christian chat rooms for singles with no registration
incontri tra uomini
club de rencontres suisse romande
adresse prostituee limoges
incontro donne sposate
emo boy rencontre
natdejting bonde do
dejting appar till iphone halsa
chat per incontrare ragazze single
site de rencontre league of legends
casual dating schweiz youtube
site rencontre concubinage
rencontres villeparisis
match with date of birth
partnersuche online ohne kosten
incontri coppie a roma
dejtingsida for fula ord
dating sites ireland reviews
sites de rencontre pour ado
bacheca incontri it
best online dating sites 2014 canada
dejtingsajter for asiater alkohol
rating dejtingsajter gratis
cafe rencontre centre ville
dating and facebook etiquette
natdejting otrohet varfor
dejtingsida australien pris
dejtingsajt i norge as
dejta forsta gangen kille
donne in amore di gianna nannini
rencontre femme enceinte celibataire
massaggi bakeca pisa
where to meet singles over 50 in nj
chat per incontrare nuova gente
dejtingsida bonder praster
live chat software gratis
dejtingsajt etnisk
single party silvester 2014 stuttgart
internetdejting kultur
dejting appar iphone
free dating website script
uomo cerca donna bakeca
a la rencontre de joe black
partnervermittlung bamberg zaubert
natdejting utan medlemskap coop
dir singles and friends
seriose partnersuche
best dating profile writing
donne per coppie
best things to do in san diego for adults
app per incontrare vip
annunci matrimoniali firenze
test partnervermittlungen schweiz
rencontre aa quebec
dejtingsajt hiv
dejting for otrogna statistik
bakeca incontri a terni
donna cerca uomo in genova
dejting gratis sverige lista
si puo fare l amore al settimo mese di gravidanza
dejta ful kille
fare un sito web
kristen natdejting tips
rencontre femme francaise musulmane
partnersuche erfolglos dict
kostenlos anzeigen aufgeben in hamburg
le dossier des rencontres du iiieme type en france
anima gemella chat gratis
dejtingsajter viktoria uppsala
dejtingsida som ar helt gratis yrkesutbildningar
how to create a chat application in asp.net
site de rencontre gratuit non payant en martinique
annunci personali padova
single groups in kansas city mo
siti di incontri veri
rencontre avec les abonnes a la patinoire de blagnac
donne incontri bergamo
dating sites for adults with learning disabilities
dejtingsajt amelia earhart
dejtingsajter hogutbildade rostar
free dating websites in uae
typologie des sites de rencontres
order of friends on facebook chat list
frauen mit 40 noch attraktiv
peliculas online gratis espanol latino completas para adultos
kostenlos spielen online 3 gewinnt cradle of rome
rmi chat application source code in java
annunci personali legnano
partnervermittlung thailand serios
dejtingsida for under 18
natdejting 20 ar kille
top 10 casual dating websites
voglia di fare l amore prima del ciclo
dejten dvd filmer
singles christian chat rooms free
free chat and flirt sites
ragazze da incontrare
dejtingsajter for asiater alkohol
ragazze bakeca cagliari
nouveau site de rencontre gratuit et serieux
singles over 50 victoria bc
rencontres urbaines de mazier
dejting pa facebook android
natdejting artikel exempel
how to make dating profile picture
annunci ragazze trento
dejtingsidor motesplatsen flashback
basta dejtingsidan for seriosa kontaktannonser
natdejting vaxjo lakers
rencontre rugby
dejtingsida akademiker quereinsteiger
ragazze a messina
donne in calabria
incontri uomini sposati
vad innebar natdejting exempel
best paid dating sites in india
online india dating site
rencontre savoie 73
sites de rencontres en cote d’ivoire
prostituees en cuir
prostitute grand theft auto 4
qx dejting rad
psychotique mauvaise rencontre
partnerborsen test 2012 pdf
kostnadsfria dejtingsajter finland
kostenlos horror spiele pc
best singles bars in san diego
partnersuche spanien
date rap definition
dejtingsajt for unga under 18 juli
annunci milano donne
agenzie di incontro brescia
basta dejtingsidan 2015 termin
sit de rencontre gratuit sans inscription
partnervermittlung evangelische kirche
annunci gratuiti friuli
ga pa dejt i uppsala
chat free senza registrazione
dejtingsajter test 2015 legacy
donne cerca uomo milano
cerco le donne
dans quel episode buffy rencontre angel
centre culturel de rencontre fond saint-jacques
free online chatting with new friends
texte notre rencontre
chat en linea amor
online chatroom kostenlos ohne anmeldung
fun places in san francisco for adults
meet calvados
dating services in los angeles ca
applicazioni per conoscere ragazze
prostituee fameuse
chat per single milano
best dating site to find cougars
dejtingsajt jamforelse partier
dejta grannen gratis
vivastreet uomo cerca uomo
match partnervermittlung hamburg
telefon dejting gratis
things to do in san diego ca for adults
partnersuche mit 50 frau
magazine d’annonce de rencontre
virus siti per adulti android
dejtingsidor otrogen gravid
prostitute mauled by dog
rencontres internationales du cinema de patrimoine
dejtingsajt 40+
maschio cerca maschio
jonathan jensen natdejting exempel
voyage astrale rencontre
free online dating denver
fare l amore donne
bacheca degli annunci
vilken dejtingsida ska man valja glasogon
siti di incontro gratis senza registrazione kik
flirt community kostenlos ab 16
dejtingsidor namn
rencontres sante
dejtingsajter jamforelse engelska
pero al fin te encontre rio roma acordes
rencontre amoureuse australie
best free dating sites for older adults
best rated online dating website
singles over 50 holidays
papas cupcakeria kostenlos online spielen
site de rencontre belge gratuite sans inscription
rencontre femmes serieuses privas
single party new york
single a roma
mahjong shanghai kostenlos ohne anmeldung spielen
luogo di incontro in francese
date programming definition
ou se trouve les prostituee a bordeaux
rencontre son idole
bakeka incontrii com
incontri a messina
friendscout24 partnersuche osteuropa
dejta mammor text
chat rooms in hyderabad free
dejting rad jonkoping
interracial dating site germany
dejtingsajt akademiker definition
singles in pretoria south africa
dejtingsidor pa facebook video
dejtingsidor ukraina youtube
rencontre montreal ado
incontro di donne
migliori siti per incontrare gente youtube
annunci di incontri a roma
siti per single seri
dejtat 3 ganger larsson
rimini incontri donne
dejtingsajt danmark pris
dejta flera personer samtidigt
social media dating statistics
partnersuche motto youtube
natdejting negativt kontraktsintresse
free online chat and dating
siti di incontri caltanissetta
dejta helt gratis saker
dove incontrare ragazze
racine et rencontre 2012
dejtingsida australien visum
ragazze da incontrare konjugieren
agence de rencontre de montreal
dating websites profile description
cerco compagnia femminile
natdejting kultur jobb
sortir rencontre la rochelle
online date kostenlos runterladen
dejta jungfru lejon
tfa incontro e facile
a la rencontre des sans abris
cerco ragazza per fidanzamento
date app stockholm
dejtingsajter seriosa dejtingsidor
rencontre entre freud et jung
rencontre femme eguzon
prostitute support los angeles
president de la republique mort dans les bras d’une prostituee
andlig dejtingsajt badoo
miglior sito annunci
incontri e chat gratis
rencontres musulmanes nantes
123 rencontre avis
rencontre au bout du monde arte
siti di incontro online gratis senza registrazione marchio
englisch vokabeln lernen kostenlos ohne anmeldung
chat per trovare ragazze
tchat rencontre
point rencontre maillage
juegos de encontrar objetos ocultos en espanol gratis para adultos
incontri palermo donne
consigli per fare l amore la prima volta
happycake dejting jonkoping
ensemble allons a la rencontre de jesus
partnersuche zentralschweiz
website chat kostenlos
uomo cerca coppie
sms pour rencontrer une fille
aberlour highland single malt scotch whisky 10 years old
donna cerca uomo trieste
dejt stockholm restaurang
forum meilleur site de rencontre gratuit
dejta kort kille
chat room source code java
chat per incontrare ragazze
singel dejting se flashback konton
natdejting for pensionarer forsakringskassan
v rencontres
encontre a equacao da reta que passa pelo ponto
belgique prostituee maison close bordel
new rnb singles september 2013
dejtingsida unga vuxna
dejtingsajt happy meal
how long to try online dating
dejta justin bieber spel
a la rencontre de zac
natdejting fragor online
free ghanaian dating site
rencontre sexe lormont
dejt i goteborg tips
chat roma gratis
chat online free romania
dejtingsajter statistik wm
rencontre johnny depp vanessa paradis
rencontre femme sexe merignac

De onde as ameaças chegam?

O fato é que as ameaças à sobrevivência das organizações e das sociedades não provêm de eventos súbitos, repentinos, mas de processos lentos e graduais; a corrida armamentista, a degeneração do meio-ambiente, a decadência do sistema educacional público, a obsolescência do capital físico e o declínio da qualidade dos produtos são todos processos lentos e graduais.

A PARÁBOLA DO SAPO ESCALDADO
A inadaptação às crescentes ameaças à sobrevivência aparece com tanta constância nos estudos sobre fracassos empresariais, que deu origem à parábola do “sapo escaldado”. Se você colocar um sapo dentro de uma panela de água fervendo, ele tentará sair imediatamente. Mas se você o colocar em água a temperatura ambiente, e não o assustar, ele ficará quieto. Se você aumentar gradativamente a temperatura da água, acontecerá uma coisa muito interessante: quando a temperatura subir de 20 para 30 graus, o sapo não fará nada – na verdade, até se mostrará satisfeito. À medida que a temperatura for aumentando, o sapo ficará cada vez mais grogue, até não ter mais condições de sair da panela. Embora não haja nada que o prenda, o sapo ficará na panela, sendo escaldado. Por que? Porque o mecanismo interno do sapo para detectar perigos é regulado para mudanças súbitas em seu meio-ambiente, e não lentas e graduais.
A QUINTA DISCIPLINA, de Peter Senge

A corrupção no Brasil segundo Gregório Duvivier !

Gregório Duvivier é filho do músico e artista plástico Edgar Duvivier e da cantora Olivia Byington. É também sobrinho da atrizBianca Byington. Pelo lado paterno, descende do comendador Theodoro Duvivier, um dos promotores da urbanização dos bairros de Copacabana e Leme (Rio de Janeiro), no final do século XIX.[10] [11] [12] Pelo lado materno, é descendente dafilantropa paulista Pérola Byington.[13]

Começou a atuar aos nove anos, no curso de teatro Tablado. Menino tímido e antissocial, o teatro foi a saída encontrada pelos pais para desinibir o filho. Estudou 10 anos no Tablado, com Aracy Mourthé, Cacá Mourthé, Ricardo Kosovski e Bernardo Jablonski.

Gregório Duvivier é graduado em Letras na PUC-Rio (2008). Um ano antes de entrar na faculdade, aos 17 anos, formou – com Marcelo Adnet, Fernando Caruso e Rafael Queiroga – o grupo que faria a peça Z.É. Zenas Emprovisadas, há onze anos em cartaz e em turnês pelo país.[14]

Bem aceito pela crítica, seu livro de poesias A partir de amanhã eu juro que a vida vai ser agora (7 Letras, 2008), foi elogiado por mestres como Millôr Fernandes e Ferreira Gullar.[6]

Em 2009, iniciou um relacionamento com a atriz, cantora e também roteirista Clarice Falcão.[15] Os dois se casaram em janeiro de 2014, em sigilo, numa cerimônia íntima na cidade do Rio de Janeiro. O casal anunciou oficialmente sua separação em novembro do mesmo ano.[16]

Seu livro mais recente é Ligue os pontos – Poemas de amor e Big Bang. Na Folha de S.Paulo, o crítico Marcelo Coelho escreveu: “descobre-se uma nova e intensa estrela no horizonte da poesia brasileira”.[17] A jornalista Cora Rónai considerou Ligue os pontos como “o melhor livro de poesia dos últimos tempos.”[18]

Divertir sem destruir! Difícil? Mas necessário!

 

Especialistas em comunicação advertem sobre perigo do ‘humor fácil’ na TV. Pós-doutora em cinema e televisão e professora da Universidade de Brasília (UnB), Tânia Montoro explica que o tipo de humor apresentado no programa incentiva discriminação e a violência

pânico na band

Especialistas em comunicação advertem que programas exibidos pelas emissoras de televisão têm um efeito em cadeia na educação das crianças e adolescentes. Para eles, um programa que contenha cenas de violência e que exponha a figura feminina, por exemplo, deve ir ao ar em um horário no qual apenas adultos acompanhem a exibição. Também alertam sobre as ameaças de agravamento da violência e da discriminação por meio da banalização do chamado humor fácil.

Para a pós-doutora em cinema e televisão e professora da Universidade de Brasília (UnB) Tânia Montoro, o tipo de humor apresentado no programa incentiva a violência. “Esse tipo de humor de naturalização da violência simbólica contra o feminino presta um desserviço à população brasileira”, disse ao se referir ao programa Pânico na Band. “Existe um conceito filosófico comprovando que as pessoas em formação imitam o que veem com frequência. O programa passa ensinamentos de discriminação e atos violentos”, completou.

O Conselho Distrital de Promoção e Defesa dos Direitos Humanos entrou hoje (24) no Ministério Público Federal (MPF) com uma representação em que pede a retirada do ar dos quadros A Academia das Paniquetes e O Maior Arregão do Mundo, exibidos no programa Pânico na Band. Para o conselho, a atração da emissora de TV Band reproduz exemplos negativos para crianças e adolescentes, estimula a discriminação e constrange a figura feminina.

Tânia Montoro disse ainda que é contrária a qualquer tipo de censura dos meios de comunicação. Mas advertiu: “A sociedade está cansada desse tipo de programa humorístico”. “O fato de ter audiência não significa em momento algum que formas grotescas possam ser incentivadas. Agredir as pessoas não é humor e, sim, violência.”

O jornalista e mestre em comunicação visual Cláudio Ferreira defendeu a revisão da chamada classificação indicativa do Pânico, assim como de seu conteúdo. “A primeira providência a ser tomada é reclassificar o programa. Essa mudança é um instrumento importante para preservar esse público infantojuvenil de programas inadequados. É obrigação do Estado rever a classificação indicativa. Ao perceber que tem conteúdo inapropriado, deve-se mudar o horário de exibição.”

Para o professor, as autoridades e a sociedade devem exigir qualidade na programação de televisão. “Temos várias formas de fazer pressão para que um programa como esse tenha boa qualidade, mas, com o humor, é um pouco mais difícil, porque às vezes perde-se o limite de respeito. Vivemos em uma sociedade com muitos problemas de educação. A televisão, além de ser um meio de comunicação, é um meio de instrução para as pessoas. Ela mostra o comportamento e pode influenciar nesse sentido”, disse ele.

 

Esquizofrenia Política

Por Leandro Dias: é formado em História pela UFF e editor do blog Rio Revolta. Escreve mensalmente para Pragmatismo Político

No filme “Obrigado por fumar”, Nick Naylor (vivido por Aaron Eckhart) é o porta-voz da “Academia para Estudos do Tabaco”, um grupo de estudos científicos que na prática serve de fachada para o lobby da indústria do cigarro. Durante uma acareação sobre os malefícios do cigarro, Naylor é questionado por um senador se as prioridades do seu grupo de estudos eram afetadas pelo fato de as corporações de cigarro serem os maiores patrocinadores dele. Sr. Naylor responde: “Não. Da mesma forma que, certamente, as contribuições de campanha não afetam o seu mandato” (Thank you for smoking, citado emIMDB).O silêncio irritado do senador que se segue exala o cinismo que se instaura na democracia moderna quando o assunto é o financiamento de candidaturas políticas: é óbvio que as prioridades de um senador financiado por determinados grupos econômicos são afetadas pelos interesses de seus patrocinadores, da mesma forma que um centro de estudos financiado pela indústria do tabaco jamais servirá para dar prejuízo para quem paga suas contas. A lógica já foi denunciada há 150 anos pelo filósofo que adoram odiar: “o governo moderno não é senão um comitê para gerir os negócios comuns de toda a classe burguesa” (Karl Marx, Manifesto Comunista, cap. 1). E não é segredo que a ideia original de parlamento não fosse exatamente democrática, como Eric Hobsbawm escreveu em seu A Era das Revoluções:No geral, o burguês liberal clássico de 1789 (e o liberal de 1789-1848) não era um democrata, mas sim um devoto do constitucionalismo, um Estado secular com liberdades civis e garantias para a empresa privada e um governo de contribuintes e proprietários. (1977, p. 106-107, grifo nosso).

Não há, portanto, cinismo ou dissonância do lobismo em relação aos princípios democráticos. Inclusive, dada a lógica de mercado, é de se supor que, quanto mais rico seja o grupo de interesses privados, maior seja sua influência sobre o parlamento (GILLENS, 2012). Em vista disso, é imensamente importante para um país capitalista que se pretende republicano e transparente estabelecer parâmetros legais para o lobby empresarial, a fim de instituir instrumentos de controle legal sobre a influência de grupos de interesses privados nas políticas públicas.

Não é por acaso que hoje seja difícil encontrar um país capitalista rico em que não haja regulamentação ao lobby. Isto é, a atividade de lobista no interior do parlamento se tornou algo tão reconhecidamente estabelecido que, mesmo nos países onde ela já seria protegida pela liberdade de expressão como os EUA, Alemanha ou no parlamento da União Europeia, fez-se necessário dar transparência e organização ao “mercado de congressistas”. Assim, admite-se que haja, desde que de maneira pública, organizada e legalizada, a influência inevitável de grupos de interesses particulares sobre as decisões dos congressistas. Isso inclusive reforçaria a ilusão de que “qualquer um pode influenciar igualmente o seu parlamentar” e que o eleitor pode fazer a escolha mais “informada”. O afirmado tacitamente é que, sem a regulamentação do lobby, o que reina é a mais rasteira e escusa corrupção, a troca de favores e a concessão de privilégios nos bastidores, exatamente como era na corte real do Ancien Régime que os burgueses liberais vieram a derrubar no final do século XVIII.

Desta maneira, não faltam nos países capitalistas mais ricos cadastros de lobistas e consultorias oficiais, listas oficiais de parlamentares que recebem dinheiro de empresas (indicando inclusive o quanto recebem, como na Áustria), além de relações de grupos de interesse estabelecidos e de parlamentares diretamente a eles vinculados. A existência desse tipo de regulamentação e registro pode gerar – mas geram menos do que deveriam – impedimentos em CPIs, acareações e votações de certas pautas, devido ao conflito de interesses. Por exemplo, se determinado parlamentar recebeu muito dinheiro de planos de saúde privado, ele poderia ser impedido de participar de votações sobre o perdão de dívidas do setor. Na Suíça, por exemplo, explicam a legalidade da atividade:

O “lobby” é parte integrante da nossa democracia. […] Por essa razão, durante a elaboração de uma lei, tenta-se a participação de todas as partes envolvidas e de levar em conta todos os interesses em jogo. O “lobbying” pode então ser considerado um meio para integrar todos os interesses e todas as informações que possam servir à tomada de uma decisão, apoiada por uma ampla maioria. (MOMBELLI, 2013)

Assim, para os defensores do capitalismo democrático-liberal, não deveria suscitar surpresa ou desconfiança o enriquecimento de mandatários que intermediam as relações entre empresários e governos. Não se trata apenas de casos notórios de queridinhos como Bill Clinton, Tony Blair ou Gerhard Schröder, ex-líderes dos EUA, Inglaterra e Alemanha respectivamente, mas também, no caso brasileiro, de Serra, Dirceu, Caiado ou Lula. O principal ativo de figuras como essas é o acesso aos meandros do poder, que lhes confere capacidade de mediação entre os interesses privado e público. Este rei sempre esteve nu. É assim que funciona a democracia liberal e é como ela precisa funcionar. Se “[o] mercado é uma democracia em que cada centavo da direito a um voto” diria o guru capitalista von Mises (1951), sua consequência, portanto, também é absolutamente válida: a democracia é um mercado onde cada voto vale um centavo.

O debate para determinar se o lobby é ético, moral ou não, deveria ser externo aos defensores do capitalismo. Só pode ser considerado antiético e imoral o lobismo desavergonhado que os ex-mandatários citados fizeram (e fazem), somente por quem considera que o poder político não deva ser utilizado de acordo com os interesses do poder econômico privado. Assim, se assumirmos o ponto de vista de que no capitalismo democrático o poder econômico não só existe em separado do poder político, como também deve servir para contê-lo, o lobismo torna-se absolutamente compatível com a ética e a moralidade capitalista. Milton Friedman elabora:

A existência de um mercado livre não elimina, evidentemente, a necessidade de um governo. Ao contrário, um governo é essencial para a determinação das “regras do jogo” e um árbitro para interpretar e pôr em vigor as regras estabelecidas. O que o mercado faz é reduzir sensivelmente o número de questões que devem ser decididas por meios políticos – e, por isso, minimizar a extensão em que o governo tem que participar diretamente do jogo.
[…]
Removendo a organização da atividade econômica do controle da autoridade política, o mercado elimina essa fonte de poder coercitivo. Permite, assim, que a força econômica se constitua num controle do poder político, e não num reforço. (1962, p. 21, tradução nossa)

Se o mercado é a força econômica que deve controlar o poder político, é natural que seus defensores estejam eticamente alinhados com o modo com que esse controle se dá: o lobby. A atuação do lobismo parece ultrajante e imoral somente aos olhos de quem não reconhece que o domínio do poder econômico sobre o poder político é, e precisa ser, um dos principais mecanismos de atuação política do “indivíduo” dentro do capitalismo democrático. Pois, se “o mercado garante liberdade econômica” (Friedman, 1962, p. 21), por extensão, seu domínio do poder político também garantiria liberdade política. Essa imoralidade é, em essência, gêmea da própria normalidade da democracia liberal. No entanto, mesmo Friedman ameaça reconhecer o problema que isso pode gerar: “se o
poder econômico é somado ao poder político, a concentração [de poder] se torna praticamente inevitável (ibidem, p. 22). Esta captura do Estado, suas instituições de controle, já é bem conhecida: “com o tempo, os interesses da indústria, mais organizada que o público, vencem. O regulado acaba dominando o seu órgão regulador” (EIZIRIK, 2012). Um artigo do Instituto Mises Brasil reconhece a problemática desta realidade, embora com a surpresa indignada daquele “último a saber”:

Se há uma coisa que empresário gosta é de sair do mar revolto do mercado e boiar na piscina morna da proteção estatal. As opções do cardápio são várias: formar um cartel legal, ganhar um monopólio, assegurar uma verba, um crédito subsidiado, prestar serviços ao estado, veicular publicidade estatal, formar comitês para regular o setor, proibir a concorrência, fechar as fronteiras ao produto estrangeiro, passar políticas de preço mínimo, ser salvo da falência no último minuto, e tantas outras quanto a imaginação dos políticos permitir. (FONSECA, 2015)

Em vista disso, a regulamentação do lobby serve para dar transparência à raiz corrupta da democracia capitalista: o domínio do poder público pelo dinheiro. O lobby legalizado afirma a transformação de jureda democracia em plutonomia (governo dos ricos), de fato. Definitivamente o rei está nu e a “mão invisível” que controla o Estado está exposta para quem queira ver. Isso, obviamente, nos países capitalistas onde o lobby é mais transparente. Por aqui, tudo isso não passa de uma ficção ou um devir; tratado como ilegal e alienígena à práxis política, a relação entre o poder político e o capital é ainda pintada como as cores românticas e ingênuas de um José de Alencar.

As obscuras relações que a Operação Lava-Jato tem desvendado revelam simplesmente todo o aparato necessário para tentar dar ares de legalidade ao domínio dos empresários num país capitalista onde olobby privado é ilegal e desregulamentado. Consultorias “genéricas”, patrocínios de palestras e viagens de figurões, doações legais de campanha como barganha, “agrados” para intermediadores e laranjas, sobrepreço em contratos, são os tipos de artimanhas “legais” para garantir o que já é sabido em todas as democracias capitalistas do mundo: quem tem o poder econômico precisa ter o poder político.

política direita impeachment manifestação ódio

E é neste ponto que se revelam a esquizofrenia das cabeças pensantes por trás da Lava-Jato e também a utopia dos liberais hoje a respeito do capitalismo democrático brasileiro. Os esquizofrênicos acreditam ser possível extirpar o lobby empresarial do arcabouço legal e constitucional do capitalismo, enquanto a utopia crê ser possível fundar um governo legitimamente democrático no qual olobby das corporações seja legalizado, mas que de alguma maneira não domine por completo o Estado em prejuízo da maioria. Os esquizofrênicos só se realizariam num regime proto-fascista em que se assume que o Estado deva dominar as decisões do capitalismo, ilusoriamente o fazendo em benefício de todos. Daí o temor que Azevedo, um inegável capitalista liberal, tenha dos caminhos que a Lava-Jato possa estar tomando. E no caso dos liberais, admite-se que o poder político deva se submeter por completo ao poder econômico, instaurando-se uma corporatocracia (ou uma plutonomia) – o que, para os que consideram o mercado mesmo uma “neutra representação democrática da vontade do consumidor”, não seria problema algum, mas algo até desejável.

Assim, a Lava-Jato permanece como ponto fora da curva no mundo democrático-liberal. Na sanha antipetista que a operação consolida, a direita brasileira parece estar viabilizando o sonho ingênuo da esquerda radical: criminalização completa do lobby empresarial dentro de um país capitalista! Com toda a campanha midiática em prol da demonização das doações de campanha, não é surpresa que, mesmo com todo o dinheiro que os partidos antipetistas recebam, quase 75% dos brasileiros estejam contra o financiamento privado de campanha. E que mesmo entre manifestantes antipetistas recentemente nas ruas, o número seja semelhante: entre 70 e 75%.

Se a Operação Lava-Jato tivesse sido montada por “juízes esquerdistas” com a mesma finalidade e gerando o mesmo tipo de consenso – isto é, prender grandes empresários que doam para partidos em troca de favores estatais e criminalizando doações de campanha e lobbies empresariais como compra de favores estatais (que de fato são) – dificilmente seria exaltada pela direita do momento e certamente entraria nas páginas dos mais radicais blogs revolucionários como sinal de que o Golpe Comunista chegou! Nesse cenário, a caça generalizada a empresas que trocam favores e dinheiro com o governo provavelmente geraria enorme temor nos mesmos que hoje a aclamam: a operação seria tomada como uma campanha de “caça a empresários”, usando o pretexto de “caça à corrupção dos lobbies” para atacar a propriedade privada nacional! A Lava-Jato estaria instaurando um ”terror republicano contra o direito político dos empresários”. Poderiam até acusar a justiça rápida, dura e implacável de Sérgio Moro exatamente como um paralelo tupiniquim das ações de Robespierre: “O Terror não é nada senão a veloz, severa e inflexível justiça” (ROBESPIERRE, 1794, tradução nossa).

Para além da ficção, a completa ausência de paradigmas legais sólidos para que o Capital tenha segurança jurídica para dominar o parlamento a seu favor, como o faz especialmente nos países ausentes de tradição trabalhista, traz à tona o nosso mais importante déficit liberal-republicano: o capitalista brasileiro está sujeito à vontade personalista dos próprios agentes políticos que dominam o Estado. Estes que determinam se sua contribuição política é legal ou não.

Não é por acaso que o número de cargos nomeados aqui seja estarrecedor em todos os níveis de poder: é a maneira mais eficaz de o poder político barganhar o seu quinhão com o poder econômico, sempre emulando o formato patrimonialista e clientelista do Estado capitalista Ancien Régime e, também, do capitalista aparelhar os agentes fiscalizadores de seu próprio setor produtivo. “Aos amigos tudo. Aos inimigos: a lei”. Fato este já apontado inclusive por antipetistas de carteirinha como Reinaldo Azevedo:

Claro que a ideia [de restringir doações privadas de campanha], declarada ou não, era não retirar o poder discricionário dos burocratas e políticos sobre a decisão de quem ganharia o direito de fazer a obra. (AZEVEDO, 2015).

Não é de espantar que a lógica desbaratada na Operação Lava-Jato se encontra em uma série de casos anteriores, sob praticamente qualquer força política com algum domínio do Estado, desde a ditadura civil-militar e sua relação com empreiteiras (CAMPOS, 2014) e empresariado (MIROW, 1977), atéEduardo Cunha – Planos de Saúde, passando pela promiscuidade do caso PSDB – Alstom nos metros de São Paulo, ou da Delta-Cavendish-PMDB em obras no Rio de Janeiro, e não menos importante, no óbvio prejuízo à Petrobrás causado pelo lobby empresarial tocado por PT, PMDB e PP principalmente. O próprio empresário Ricardo Semler, psdebista, já denunciou como era a situação em anos anterior. E mais além, quem poderia dizer seguramente que as doações privadas dos bancos não influenciam sua relação com o Estado? Não poderiam em parte explicar a massacrante política de juros que, ano a ano, dá lucros recordes apenas ao setor financeiro?

Portanto, o sonho ingênuo da esquerda radical pode se tornar um pesadelo de retrocesso. Para permanecer o poder personalista, patrimonialista e discricionário da aristocracia parlamentar que temos em vigência, a Lava-Jato precisa perseguir seletivamente. No caso o PT e seus aliados momentâneos no empresariado precisam ser sacrificados num festival de cinismo e desvios processuais. Para não ruir perigosamente a própria lógica da democracia liberal, a Lava Jato jamais poderá denunciar radicalmente a dinâmica entre doações de campanha e obras estatais. O lobby é
condição sine qua non do funcionamento de uma democracia-mercado, e o poder político pode – e deve – estar à venda. E, por não poder ser genaralizada e flertar com um proto-fascismo seletivo, a Lava-Jato caminhará para reforçar o poder esquizofrênico do capitalismo personalista brasileiro: “sim, o empresariado pode dominar o Estado, mas apenas nas condições que os políticos que o controlam de fato querem”.

E aos petistas que ainda resistem cabe uma escolha de Sofia: admitir que seus líderes estão igualmente inseridos na imoralidade lobista do capitalismo-liberal como todos os partidos, abrindo mão definitivamente de seu discurso “transformador”, mas com isso lutar pela legalização dos lobbies na esperança de absolver suas lideranças. Ou reafirmar o incerto e arcaico caráter discricionário e Ancien Regime na relação entre poder político e poder econômico, defendendo que estão sendo perseguidos pela “elite” apenas por estarem dando um “rumo desenvolvimentista” ao capitalismo nacional ao alinhar grandes empresários com o “interesse do povo” que supostamente representariam. Ambas escolhas ideologicamente terríveis.

*Leandro Dias é formado em História pela UFF e editor do blog Rio Revolta. Escreve mensalmente para Pragmatismo Politico.

Bibliografia:

AZEVEDO, R.: Financiamento de Campanha. Veja. Blog do Reinaldo Azevedo, 12 jul. 2015. Disponível em: http://veja.abril.com.br/blog/reinaldo/tag/financiamento-de-campanha. Acesso em 21 ago. 2015.

CAMPOS, P. H. P. Estranhas Catedrais: as empreiteiras brasileiras e a ditadura civil-militar. Niteroi: Editora UFF, 2014.

CBN VITÓRIA. Protesto em Vitória: 71% querem o impeachment da presidente Dilma. Gazeta Online. Reportagens. 18 ago. 2015. Disponível em: http://gazetaonline.globo.com/_conteudo/2015/08/cbn_vitoria/reportagens/3906202-protesto-em- vitoria-71-querem-o-impeachment-da-presidente-dilma.html. Acesso em 21 ago. 2015.

CORREA, Alexandre. Investigação contra Lula pode ser ‘exemplo para mundo’. BBC Brasil, 28 jul. 2015. Disponível em: http://www.bbc.com/portuguese/noticias/2015/07/150727_lula_acaolegal_analistas_pai_ac.shtml. Acesso em 21 ago. 2015.

ENGELS, F.; MARX, K. O Manifesto Comunista. Londres: 1848. Capitulo 1. Disponível em:https://www.marxists.org/portugues/marx/1848/ManifestoDoPartidoComunista/cap1.htm. Acesso em 21 ago. 2015.

EIZIRIK, Nelson. Teoria da Captura e as Agências Reguladoras. Folha de São Paulo, 13 de Dezembro de 2012, Disponível em: http://www1.folha.uol.com.br/fsp/opiniao/83453-teoria-da-captura-e-as-agencias-reguladoras.shtml. Acesso em 21 ago. 2015.

FONSESA, J. P. Grandes Empresas odeiam o Livre Mercado. [On-line] Instituto Ludwig von Mises Brasil, 17 ago. 2015. Disponível em: http://www.mises.org.br/Article.aspx?id=1946. Acesso em 21 ago. 2015.

FRIEDMAN, M. Capitalism and freedom. Chicago: University of Chicago Press, 1962.

GILLENS, M. Affluence and Influence: Inequality and Political Power in America. Princeton, NJ: Princeton University Press, 2012.

HOBSBAWN, E. A Era das Revoluções. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2009.

MIROW, K. R. A Ditadura dos Cartéis. Anatomia de um Subdesenvolvimento. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1977.

MISES, L. von. “Planned Chaos”. In: _______. Socialism: an economic and sociological analysis. New Haven: Yale University Press, 1951. Disponível em: https://mises.org/library/planned-chaos-0. Acesso em 21 ago. 2015.

MOMBELLI, A. O poder dos lobbies na Suíça. Swissinfo.ch, 28 jun. 2013. Disponível em:http://www.swissinfo.ch/por/grupos-de-interesse_o-poder-dos-lobbys-na-su%C3%AD%C3%A7a/36275180. Acesso em 21 ago. 2015.

OBRIGADO POR FUMAR. EUA, 2005. In: IMDB. Quotes. [On-line] Disponível em:http://www.imdb.com/title/tt0427944/quotes. Acesso em 21 ago. 2015.

ROBESPIERRE, M. Sobre los princípios da moral política. Texto de discurso pronunciado el 18 Pluvioso, año II, 5 de febereo de 1794. Disponível em: https://www.marxists.org/espanol/tematica/cienpol/robespierre/moralpolitica.htm. Acesso em 21 ago. 2015.

STONE, P. H. Dubya’s Quiet $15 Million Payday. The Daily Beast, 20 mai. 2011. Disponível em:http://www.thedailybeast.com/articles/2011/05/20/george-w-bushs-15-million-speech-payday.html. Acesso em 21 ago. 2015.

Papagaio Não! Tu és papagaio?

O que não se pode aceitar é seres humanos papagaios. Repetir o que a mídia diz sem verificar o que existe de real, verdadeiro, efetivo… Não, não se pode repedir algo porque alguém disse. É fato? Tem provas? Quais os argumentos?
Pensa nisso, essa é a minha opinião, e a tua?

Em editorial surpreendente, Globo pede sustentação ao governo Dilma

O Jornal Nacional da noite desta sexta-feira causou estranheza: longa sonora favorável à Dilma, crítica à Eduardo Cunha e matéria sobre o aeroporto de Claudio, de Aécio Neves

Posted: 07 Aug 2015 05:15 PM PDT
O Jornal Nacional da noite desta sexta-feira causou estranheza: longa sonora favorável à Dilma, crítica à Eduardo Cunha e matéria sobre o aeroporto de Claudio, de Aécio Neves

Em editorial publicado nesta sexta-feira (7), O Globo surpreendeu os observadores da política nacional e cravou posição contra o impeachment de Dilma Rousseff. O texto Manipulação do Congresso Ultrapassa Limites, que chama o PSDB de ‘inconsequente’, também faz críticas às ‘manipulações’ do presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ).

Também causou estranheza a edição do Jornal Nacional desta noite. O telejornal de maior audiência da televisão brasileira dedicou mais de 3 minutos veiculando sonoras de Dilma Rousseff rebatendo críticas durante um discurso e sendo aplaudida por populares.

Além disso, o jornal mostrou um protesto que reuniu centenas de manifestantes contra o ataque a bomba que atingiu o Instituto Lulana última semana.

Houve, ainda, matéria a respeito do aeroporto de Claudio, de Aécio Neves, e críticas ao suposto atropelo de Eduardo Cunha por colocar em votação a aprovação das contas dos ex-presidentes Itamar, FHC e Lula.

(Assim que disponível, publicaremos o vídeo do Jornal Nacional desta sexta-feira aqui)

Leia abaixo trechos do editorial de O Globo:

“Há momentos nas crises que impõem a avaliação da importância do que está em jogo. Os fatos das últimas semanas e, em especial, de quarta-feira, com as evidências do desmoronamento da já fissurada base parlamentar do governo, indicam que se chegou a uma bifurcação: vale mais o destino de políticos proeminentes ou a estabilidade institucional do país?

Mesmo o mais ingênuo baixo-clero entende que o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), age de forma assumida como oposição ao governo Dilma na tentativa de demonstrar força para escapar de ser denunciado ao Supremo, condenado e perder o mandato, por envolvimento nas traficâncias financeiras desvendadas pela Lava-Jato. Daí, trabalhar pela aprovação de “pautas-bomba”, destinadas a explodir o Orçamento e, em consequência, queira ou não, desestabilizar de vez a própria economia brasileira.

A Câmara retomou as votações na quarta, com mais uma aprovação irresponsável, da PEC 443, que vincula os salários da Advocacia-Geral da União, delegados civis e federais a 90,25% da remuneração dos ministros do Supremo. Espeta-se uma conta adicional de R$ 2,4 bilhões, por ano, nas costas do contribuinte. Reafirma-se a estratégia suicida de encurralar Dilma, por meio da explosão do Orçamento, e isso numa fase crítica de ajuste fiscal. É uma clássica marcha da insensatez.

[…]

Até há pouco, o presidente do Senado, o também peemedebista Renan Calheiros (AL), igualmente investigado na Lava-Jato, agia na mesma direção, sempre com o apoio jovial e inconsequente dos tucanos. Porém, na terça, antes de almoço com o ministro da Fazenda, Joaquim Levy, Renan declarou não ser governista, mas também não atuar como oposicionista, seguindo o presidente da Câmara, e descartou a aprovação desses projetos-bomba pelo Congresso. Um gesto de sensatez.

Se a conjuntura já é muito ruim, a situação piora com o deputado Eduardo Cunha manipulando com habilidade o Legislativo na sua guerra particular contra Dilma e petistas. Equivale ao uso de arma nuclear em briga de rua, e com a conivência de todos os partidos, inclusive os da oposição.

É preciso entender que a crise política, enquanto corrói a capacidade de governar do Planalto, turbina a crise econômica, por degradar as expectativas e paralisar o Executivo. Dessa forma, a nota de risco do Brasil irá mesmo para abaixo do “grau de investimento”, com todas as implicações previsíveis: redução de investimentos externos, diretos e para aplicações financeiras; portanto, maiores desvalorizações cambiais, cujo resultado será novo choque de inflação. Logo, a recessão tenderá a ser mais longa, bem como, em decorrência, o ciclo de desemprego e queda de renda.

Tudo isso deveria aproximar os políticos responsáveis de todos os partidos para dar condições de governabilidade ao Planalto.”

Fonte: Pragmatismo Político.

Não Esqueça do Meu Presente dos Dia dos Pais!

Atenção, Dia dos Pais de 2015. Como é possível que ainda no século XXI a diferença não seja respeitada? Na família tudo bem, a diferença não faz diferença. Na sociedade não aceitamos que o outro seja e expresse sua opinião diferente?

Deputado ironiza atriz que chamou Brasil de “País de merda”

Deputado publica história em quadrinhos para ironizar revolta de atriz global que, ao ser barrada na Receita Federal, chamou o Brasil de ‘País de merda’

atriz país de merda computador
Imagem publicada pelo deputado Paulo Teixeira para ilustrar revolta de atriz global na Receita Federal

O deputado federal Paulo Teixeira (PT-SP) usou sua página do Facebook para ironizar a recente polêmica envolvendo a atriz Thaila Ayala, que, no início da semana, reclamou ao ser parada na Receita Federal de um aeroporto brasileiro (saiba mais sobre o caso aqui).

“Depois de ser obrigada a pagar os impostos sobre o produto não declarado, uma atriz parada na Receita Federal alertou que voltou ao Brasil, mas está ‘desesperada para ir embora porque é um país de muita injustiça!’ Acho que nesse caso ela não fazia referência às injustiças sociais, que vem sendo combatidas”, escreveu o parlamentar sobre o caso.

“É preciso esclarecer que sonegar imposto e fraudar a Receita Federal são graves e também representam formas de corrupção. A estimativa é de que o Brasil deixe de arrecadar 500 bilhões de reais por ano com a sonegação, colocando o país na segunda colocação entre os maiores sonegadores do mundo. Este valor é sete vezes maior que o custo anual médio de corrupção”, completou.

Junto ao depoimento, Teixeira publicou uma história em quadrinhos que estaria ilustrando a situação pela qual Ayala teria passado. “Precisamos combater todas as formas de corrupção para avançarmos na direção de um país melhor que queremos. Corruptos, corruptores e sonegadores fiscais não devem ser tolerados”, finalizou.

A polêmica com a atriz aconteceu quando ela, ao chegar ao Brasil de uma viagem internacional, foi parada por portar um computador que não estava corretamente declarado e, segundo ela, foi obrigada a pagar uma taxa adicional. Na ocasião, usou o Snapchat (aplicativo em que as mensagens publicadas são automaticamente excluídas após algum tempo) para reclamar.

“Parabéns Brasil. Parabéns você que mora nesse país de me*** e é parada na Receita Federal e tem que pagar pela segunda vez seu computador! Em que país você chega e tem que pagar duas vezes pela mesma coisa porque um funcionário escreveu errado a sua declaração? Você chega já desesperada para ir embora porque é um país de muita injustiça! Simplesmente somos assaltados diariamente!”, disse ela. “Toda vez que eu chego no Brasil no percurso aeroporto para minha casa eu coloco o passaporte dentro da minha calça porque se eu for assaltada ele pode roubar tudo, menos o passaporte, para eu vazar”.
Terra Magazine

Coitado dos Juízes e Promotores!

Agora está legalizado. Os pobres juízes recebem auxílio moradia de R$ 4.377,73 para, coitados, terem onde morar…
Quando falar em corruptos, pense nos juízes também.

pobresjuízes